Prótese Fixa

A Prótese Fixa é a área da Medicina Dentária responsável pela restauração parcial ou total da coroa de um dente através de uma prótese que é colocada sobre o dente natural previamente preparado e/ou sobre implantes dentários, não podendo ser removida pelo paciente. Poderá ainda ser utilizada para a substituição de um ou mais dentes partidos. As próteses fixas podem ser coroas ou pontes e têm como objetivo reproduzir ao máximo a dentição natural.

Os dentes quando têm as raízes em bom estado mas que já se encontram com a coroa muito partida e/ou restaurada e cuja viabilidade e resistência da restauração é muito limitada têm uma boa indicação para a colocação de coroas. Uma coroa permite recobrir de forma artificial um dente que está parcial ou totalmente destruído.

Pode ser também necessário proteger com coroas dentes desvitalizados, fraturados, ou já com grandes reconstruções.

As coroas poderão também estar indicadas nos casos em que é necessário melhorar a estética, o formato ou o alinhamento dos dentes na arcada dentária.

Protese Fixa 1 Protese Fixa 2

 

A prótese fixa é a solução ideal nos casos em que faltam poucos dentes, não só pelo conforto como pela estética.

Quando existem espaços desdentados pequenos e dentes que poderão servir como bons pilares poderá haver uma boa indicação para o planeamento e execução de uma ponte.

As Pontes são utilizadas para a substituição de um ou mais dentes inexistentes, apoiando-se em dentes vizinhos que são preparados da mesma forma que para a colocação das coroas.

As pontes são cimentadas definitivamente funcionando como dentes naturais. Em certos casos os dentes vizinhos não necessitam de coroas, servindo de apoio a uns retentores colados.

Protese Fixa 3 Protese Fixa

 

Em síntese, as próteses fixas estão indicadas nas seguintes situações:

Substituição de uma grande restauração quando não resta muita estrutura de dente natural;

• Proteção de um dente enfraquecido que sofreu uma fratura;

• Aumentar a retenção e suporte de uma prótese removível esquelética;

• Substituição de um dente ausente colocando-a sobre um implante dentário;

• Recobrir um dente com alteração da cor ou forma;

• Proteção de dentes desvitalizados em que a estrutura dentária remanescente está fragilizada;

• Substituição de dentes ausentes.

 

As coroas ou pontes comportam-se como dentes naturais pelo que a sua higiene e manutenção exige ao paciente os mesmos cuidados que este deve ter com a dentição natural.

Na Clínica Santa Madalena preocupamo-nos em dar todas as indicações de higiene e manutenção necessárias para que seja mantida a longevidade dos tratamentos.